Arquivo da tag: mulheres

A noite não adormece nos olhos das mulheres

582381_390745801023634_863393750_n
A noite não adormece nos olhos das mulheres
A noite não adormece
nos olhos das mulheres
a lua fêmea, semelhante nossa,
em vigília atenta vigia
a nossa memória.

A noite não adormece
nos olhos das mulheres
há mais olhos que sono
onde lágrimas suspensas
virgulam o lapso
de nossas molhadas lembranças.

A noite não adormece
nos olhos das mulheres
vaginas abertas
retêm e expulsam a vida
donde Ainás, Nzingas, Ngambeles
e outras meninas luas
afastam delas e de nós
os nossos cálices de lágrimas.

A noite não adormecerá
jamais nos olhos das fêmeas
pois do nosso sangue-mulher
de nosso líquido lembradiço
em cada gota que jorra
um fio invisível e tônico
pacientemente cose a rede
de nossa milenar resistência.

(Conceição Evaristo – Em memória de Beatriz Nascimento)

Fonte: http://www.facebook.com/NucleoNegraZeferina

1 comentário

Arquivado em 8 de março, feminismo, mulher

Ser Mulher por Alessandra Terribili


537560_422746051153657_1904919850_n

Ser Mulher por Alessandra Terribili

Nas primeiras horas da manhã,
A mulher levantou e foi plantar a vida na terra, pra da terra Tirá-la, pra da terra sair.
Na terra ficou e plantou-se,
Como flor, como Rosas, Margaridas e Violetas,
Com espadas, enxadas e canções,
Ensinando a humanidade a cultivar o futuro que semeavam em tempos bons ou ruins,
Adubado por sangue e suor de mulher, que percorreram seu Corpo sem definir seu destino,
Para extravasar-se e cair no chão,
Arando porvires melhores.
Mulher sabe que o mundo não é agora,
O mundo já foi e vai ser,
O mundo existe para ser transformado em colheitas de luta e de sonhos.
Mulher rompeu amarras,
Livrou-se das garras e das mãos que seguravam seus pés.
Mulher é inconformada, pode mais e vai além.
Mulher não vê o que está ali, vê o que pode estar,
E cumpre o caminho que há enquanto observa cuidadosa
Para encontrar em que lado estará o mato fechado a ser Desbravado na direção do novo dia verde.
Mulher colhe, todos os dias, o que planta.
Desde a aurora da humanidade, conhece quem é, tem olhos cheios de água e de sons.
Choram Marias e Clarices, riem-se Chiquinhas, Claras, Clementinas e Alices.
Mulher não sabe o que é medo porque não teve tempo de aprender,
Enquanto ganhava em seu rosto as marcas do tempo que viu,
O peso profundo de tudo o que somos,
A beleza luminosa de quem vamos ser.
Mulher sai do fogo, da água e da mata,
Mulher amanhece em qualquer madrugada,
Mulher sempre sabe o que ninguém percebeu.
Mulher é a vida que explode em jornadas ingratas,
No pó do caminho,
Na carga inexata da história que vem correndo atrás,
Para onde ela chama.
Não só Amélias e Emílias, são Coras, Adélias, Cecílias Espalhando sementes com versos no ar.
No fim do dia, a mulher cansada sente o corpo pesar,
Mas o olhar é do dia que vai começar.
São Iaras, Dandaras, Heleniras, Lourdes, Luízas.
Despertam prontas para ser o que são,
E sem dó: a mulher é a mão que semeia o mundo melhor.

Publicado no facebook do MDA

Deixe um comentário

Arquivado em 8 de março, feminismo, mulher

Em fotos, a caminhada de Dia Internacional da Mulher em Porto Alegre

Diversos movimentos sociais ligados ao Fórum Estadual das Mulheres promoveram no Dia Internacional da Mulher, 8 de março, uma marcha pela centro de Porto Alegre. A caminhada tem concentração às 16 horas, no Largo Glênio Peres, e terminou na praça da Matriz. A marcha ‘Mulheres em Luta contra o Capitalismo e o Patriarcado – Por Autonomia, Igualdade, Liberdade e pelo fim da violência’ foi organizada em alas temáticas, cada uma relacionada a um movimento.

Entre elas, a ala por um mundo sem violência; por soberania alimentar e energética (Reforma Agrária, Licença maternidade de 6 meses, contra a violência no campo e na floresta, contra os Agrotóxicos); por um mundo livre do capitalismo (por autonomia econômica, igualdade salarial no trabalho, creche, licença de 6 meses e estabilidade, contra a violência no trabalho e na família);por reforma política com igualdade para as mulheres e contra qualquer ataque aos direitos das trabalhadoras – nenhum direito a menos.

Além da marcha, o movimento redigiu uma Carta das Mulheres, reunindo todas as plataformas feministas e entregou o documento um dia antes da marcha a todos os poderes.

Confira as imagens da caminhada, registradas pelo fotógrafo do Sul21 Ramiro Furquim.

Foto: Ramiro Furquim/Sul21

Fonte: Sul21

Deixe um comentário

Arquivado em 8 de março, Dia internacional da mulher, mulher

40 frases de escritoras famosas

Recentemente publiquei na seção web stuff uma seleção com 50 frases célebres de escritores clássicos. A ideia foi retirada de um ensaio publicado pelo jornal inglês “The Observer”. Embora a seleção tenha contemplado escritores de díspares perfis, nacionalidades e épocas, alguns leitores questionaram o fato de apenas três mulheres fazerem parte da seleção. Diante da indagação, fiz uma nova versão da lista, desta vez incluindo apenas escritoras. A autenticidade de cada  frase foi checada para não incorrer nos risco das falsas atribuições em meio a profusão de textos apócrifos e equívocos relativos à autoria.

Diferentemente do ensaio publicado pelo “The Observer”, não selecionei apenas frases ditas textualmente, mas também aquelas fictícias, que foram emprestadas às personagens e obras por intermédio de seus criadores. Além de frases fictícias, há também frases retiradas de entrevistas e textos ensaísticos. Abaixo, em ordem de alfabética, as 40 frases escolhidas, sem repetir autoras.

“Não pode ser seu amigo quem exige seu silêncio.”
(Alice Walker)

“Porque amei a vida, não terei nenhuma tristeza ao morrer.”
(Amelia  Burr)

“Ajusto-me a mim, não ao mundo.”
(Anaïs Nin)

“Um homem beijar a sua mão pode ser uma delícia, mas uma pulseira de safiras e diamantes dura para sempre.”
(Anita Loos)

“Toda dominação pessoal, psicológica, social e institucionalizada nessa terra pode ser remetida a uma mesma fonte original: as identidades fálicas dos homens.”
(Andrea Dworkin)

“A liberdade é incompatível com o amor: um amante é sempre um escravo.”
(Baronne De Staal)

“Aprendi com a primavera a deixar-me cortar e voltar sempre inteira.”
(Cecília Meireles)

“Uma mente agitada faz um travesseiro inquieto.”
(Charlotte Brontë)

“Nossos companheiros perfeitos nunca têm menos de quatro patas.”
(Colette)

“Brevidade é a alma da lingerie”.
(Dorothy Parker)

“A minha vela arde nas duas pontas; não vai durar a noite inteira.”
(Edna St. Vincent Millay)

“O homem é uma fêmea imperfeita.”
(Elizabeth Gould Davis) Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em feminismo, mulher

Sexismo eleitoral até no programa de cadastro de candidat@s do TSE: profissão feminina só Dona de Casa

por Cíntia Barenho*

Alertada por um amigo, fui conferir o tal Candex 2012 (http://goo.gl/tPTwg), que é o sistema do Tribunal Superior Eleitoral para cadastro de candidat@s. Baixei o programa para o computador e simulei um cadastro de candidatura a vereança. Chama atenção quando vamos colocar a “ocupação” d@ candidat@. A maioria das opções (estas passam por cabeleireiro e barbeiro, capitalista de ativos financeiros, professor, presidente da república, salva-vidas, e a lista segue…) são masculinas, salvo aquelas que tem um terminologia “unissex” digamos assim. No entanto, para a minha quase-surpresa, uma vez que vivemos nesse mundo machista-patriarcal, a única opção com conotação explicitamente feminina é DONA de CASA.

Infelizmente segue a visão de que nós mulheres somos COTA, um empecilho dito de 30% que todas os partidos devem inscrever conforme o art. 10 da Lei nº 9.504/97 impõe os limites de candidatos por gênero a serem lançados às eleições proporcionais (vereadores). No § 3º do art. 10 da Lei 9.504/97, cada partido ou coligação deverá preencher o mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada sexo. Ou seja, 30% é o mínimo transformado em padrão por quase todos os partidos. Diferencial será o PT, mas a partir de 2014, quando adotará as cotas de 50% para cada sexo nas eleições para vereador, deputado estadual e deputado federal.

Machinhos de plantão vão dizer que é difícil encontrar mulheres candidatas, que não tem mulheres, etc e tal….óbviamente a culpa é nossa e não de todo um sistema que impõe uma vida mais privada do que pública às mulheres.

Mas cabe destaque, como afirma Maritânia Dallagnol, em recente texto:

situação que ocorre, inclusive, pela pouca disposição destes em tornar efetiva a participação feminina no âmbito do próprio partido, relegando ao período eleitoral o convencimento para a inscrição de candidatas.(http://goo.gl/VUCoS)

 Além disso, será também que o TSE não está a par que recentemente a presidenta Dilma (sim, por conta disso e de outras, houve essa opção pela flexão da palavra para o feminino) sancionou a Lei 12.605/2012  que obriga as instituições de ensino públicas e privadas a empregar a flexão de gênero para nomear profissão ou grau nos diplomas expedidos:

A partir da lei, que já está em vigor, o sexo da pessoa diplomada passa a ser considerado na designação de profissão ou grau obtido e o masculino não poderá mais servir de generalização. A lei estabelece ainda que as pessoas já diplomadas poderão requerer das instituições a reemissão gratuita dos diplomas, com a devida correção.(http://goo.gl/9m3YQ)

Nós mulheres queremos ser respeitadas  e consideradas enquanto sexo feminino, e não sermos falsamente generalizadas num “a todos” ou esquecidas em menções como na expressão “o homem e a natureza” (que além de deixar as mulheres de forma, parte de um princípio que seres humanos não estão na natureza).

 Seguimos tendo que provar que aquela ideia do século 19, quando médicos da Inglaterra vitoriana pensavam que o cérebro menor e mais leve das mulheres explicava sua suposta inferioridade intelectual (http://goo.gl/g6lvg), só tem cabimento para quem visa um mundo sem equidade, sem machismo, sexismo…

 Assim, segue nossa incansável luta diária feminista, que muit@s fingem não entender e tentam desqualificar..

Lugar de mulher é em todo o lugar e especialmente na Política…

*Cíntia Barenho integrante da Marcha Mundial das Mulheres do RS

Deixe um comentário

Arquivado em feminismo, mulher, ofensiva contra o machismo

Acampamento europeu de jovens feministas da MMM

Acampamento europeu de jovens feministas da MMM bombando na roménia! mais fotos no tumblr

Maiores informaçòes aqui: http://ofensivammm.wordpress.com/mmm-pelo-mundo/marcha-mundial-das-mulheres-do-brasil-participa-do-acampamento-das-jovens-na-romenia/

Deixe um comentário

Arquivado em feminismo, mulher, ofensiva contra o machismo

Devassa: não tomamos e trollamos!!

Lambes Feministas - Cupula dos Povos

Lambes Feministas - Cupula dos Povos

Lambes Feministas - Cupula dos Povos

Deixe um comentário

Arquivado em feminismo, mulher, ofensiva contra o machismo