Ser Mulher por Alessandra Terribili


537560_422746051153657_1904919850_n

Ser Mulher por Alessandra Terribili

Nas primeiras horas da manhã,
A mulher levantou e foi plantar a vida na terra, pra da terra Tirá-la, pra da terra sair.
Na terra ficou e plantou-se,
Como flor, como Rosas, Margaridas e Violetas,
Com espadas, enxadas e canções,
Ensinando a humanidade a cultivar o futuro que semeavam em tempos bons ou ruins,
Adubado por sangue e suor de mulher, que percorreram seu Corpo sem definir seu destino,
Para extravasar-se e cair no chão,
Arando porvires melhores.
Mulher sabe que o mundo não é agora,
O mundo já foi e vai ser,
O mundo existe para ser transformado em colheitas de luta e de sonhos.
Mulher rompeu amarras,
Livrou-se das garras e das mãos que seguravam seus pés.
Mulher é inconformada, pode mais e vai além.
Mulher não vê o que está ali, vê o que pode estar,
E cumpre o caminho que há enquanto observa cuidadosa
Para encontrar em que lado estará o mato fechado a ser Desbravado na direção do novo dia verde.
Mulher colhe, todos os dias, o que planta.
Desde a aurora da humanidade, conhece quem é, tem olhos cheios de água e de sons.
Choram Marias e Clarices, riem-se Chiquinhas, Claras, Clementinas e Alices.
Mulher não sabe o que é medo porque não teve tempo de aprender,
Enquanto ganhava em seu rosto as marcas do tempo que viu,
O peso profundo de tudo o que somos,
A beleza luminosa de quem vamos ser.
Mulher sai do fogo, da água e da mata,
Mulher amanhece em qualquer madrugada,
Mulher sempre sabe o que ninguém percebeu.
Mulher é a vida que explode em jornadas ingratas,
No pó do caminho,
Na carga inexata da história que vem correndo atrás,
Para onde ela chama.
Não só Amélias e Emílias, são Coras, Adélias, Cecílias Espalhando sementes com versos no ar.
No fim do dia, a mulher cansada sente o corpo pesar,
Mas o olhar é do dia que vai começar.
São Iaras, Dandaras, Heleniras, Lourdes, Luízas.
Despertam prontas para ser o que são,
E sem dó: a mulher é a mão que semeia o mundo melhor.

Publicado no facebook do MDA

Deixe um comentário

Arquivado em 8 de março, feminismo, mulher

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s