Sobre alguns comentários masculinos em blogs feministas

Post “antigo” (2009), mas que segue de grande relevância, ainda mais quando alguns homens não “entendem” porque muitas feministas ficaram de cara com os comentários escrotos a cerca da vice-primeira-dama. Por sinal, alguém já ouviu falar de outras vices-primeiras-damas??

Sobre alguns comentários masculinos em blogs feministas

por Cynthia Semíramis

A Lola escreveu nos comentários do post anterior:

Eu fico pasma como alguns homens chegam aqui pra determinar pra gente, pobres mulheres indefesas, o que é legítimo e o que é opressivo. Querem ditar a pauta até em blogs feministas!
Eu vi isso nos comentários de um outro post. Eles querem que a gente bata palmas pra eles, porque eles são tão iluminados que até entraram num blog feminista. Quando os elogios não vêm, eles ficam de mal e chamam a gente de bruxas mal-amadas não-maquiadas. Porque como assim, a gente não notou como eles estão do nosso lado?! Parece um tipo de comportamento obsessivo.

O que acho curioso nessa situação (que é comum nos comentários de qualquer blog feminista), é que alguns homens acham realmente que estão do lado das feministas. Mas esse “ao lado” só é válido se as feministas repetirem, concordarem e fizerem tudo o que eles querem. Do contrário, as “tais” feministas serão hostilizadas como “pseudo-feministas”, “mal-amadas”, “feministas de butique”, “teimosas”, “chatas”, “feias”, “insuportáveis”, “lésbicas”, “agressivas”, “bruxas”, e por aí segue o festival de xingamentos no melhor estilo “tenho 7 anos e ainda estou no jardim de infância”.

Esse comportamento revela, na verdade, que eles não se importam com as opiniões das mulheres: a última opinião válida tem de ser sempre a de um homem, como se fosse ele o detentor/disseminador da “Verdade”. Esses homens estão se colocando em um patamar superior, dizendo o que devemos fazer, como devemos agir, como devemos nos adequar ao que eles consideram certo. E nossa desobediência é punida com xingamentos, agressividade, chantagem emocional, críticas à aparência e conduta social e outros tipos de pressão que têm por objetivo calar as mulheres e obrigá-las a reconhecer a sua, err, “sabedoria”.

No fim das contas, eles posam de esclarecidos, sensíveis às questões feministas, mas repetem a lógica patriarcal que diz que as decisões sempre têm de vir do lado XY da discussão. Ou seja, não entenderam nada das reivindicações das mulheres, e querem manter tudo do jeito antigo: mulheres submissas aos homens, inclusive em espaços destinados à livre expressão delas.

O que me intriga é que alguns homens, ao agirem assim em blogs feministas, parecem achar que ninguém vai perceber que estão sendo autoritários e machistas. Será que acreditam tão cegamente que mulheres são inferiores que a inteligência delas não vai permitir perceber o engodo? Ou será que acreditam mesmo que estão sendo tão magnânimos que só merecem aplausos, como a Lola observou?

Enigmas à parte, eu só tenho a lamentar por esse tipo de posicionamento. Ao invés de haver um mínimo de respeito e espaço para discussões saudáveis, o que temos é um retrocesso: de um lado, tentativa de desempoderamento das mulheres; do outro, a necessidade de repetir argumentos e conceitos básicos, que impedem o avanço da discussão.

Fonte: http://cynthiasemiramis.org/2009/07/11/sobre-alguns-comentarios-masculinos-em-blogs-feministas/

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Sobre alguns comentários masculinos em blogs feministas

  1. Pingback: Tweets that mention Sobre alguns comentários masculinos em blogs feministas | Ofensiva contra o machismo -- Topsy.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s