Me chama de Assange e me joga na cadeia, seu lindos da Embratel

Estava hoje bem quieta, bem comportada, bem moça em ambiente climatizado de trabalho, quando entra no meu estabelecimento 2 fulanos de terno e pastinhas na mão.

Ação trabalhista ou vendedores, pensei.

“Por favor, a senhorita é a responsável?”, disse o mais velho com um sorriso tão natural, e um sotaque estrangeiro tão carregado, que logo pensei: “Ih, estelionatário”.

Mas não era. A conversa caminhou, o fulano de 40 e poucos se sentou, mais novo seguiu em pé, e contou uma história louca pra chegar no objetivo: consultor (ou representante, whathever) da Embratel.

Com atenção e gentileza expliquei que sou cliente da Telefonica e que nunca deixarei de ser. Por um motivo bastante cretino porém honesto e irrefutável: minha mãe é espanhola.

Argumentem como quiserem, mas é simples assim.

“Mas você entende que esta postura conservadora pode estar lhe trazendo prejuízo?”

“Entendo, mas não vou sair da Telefonica. E não é conservadorismo, é teimosia mesmo. Eu entendo, mas não existe argumento de venda, racional ou irracional, que me faça mudar”.

Derrotado, o fulano se levantou e disse pro moçoilo que o acompanhava:

“É POR ISSO QUE NÃO ADIANTA FALAR COM MULHER”

OE? OE? OE? A sequência de palavrões que passaram pela minha cabeça ganharia sozinha 16 processos por preconceito, racismo, babaquice. MAS, eu me controlei. Sujeito esticou o braço para APERTAR MINHA MÃO. Aí veio a hispanidad:

“Desculpe, mas eu não vou apertar a sua mão.”

“E por que?”

“Por que o senhor foi machista e desrespeitoso. Eu lhe recebi e tratei de forma educada e atenciosa, e o senhor me desrespeitou.”

“A senhorita deveria entender uma ironia.”

“O senhor deveria ser mais cuidadoso.”

Sujeito virou as costas e caminharam em direção à porta, ele e o mini representante da Embratel.

Quando estavam saindo, ouço o mini representante Embratel: “É por isso que meu pai diz que não se deve tratar de negócios na cozinha”.

ESTE É O PADRÃO EMBRATEL DE TRATAMENTO? Fiquem ligadinhos, machismo e preconceito estão na boca dos funcionários de vocês, e além de preconceito ser crime, e de ter DESTRUIDO qualquer possibilidade de algum dia eu cogitar a possibilidade de FAZER UM 21, ainda gerou este texto, e essa história SURREAL, que eu vou contar INFINITAS VEZES, sempre que o nome Embratel surgir.

Parabéns.
http://neosaldinachick.wordpress.com/2010/12/07/me-chama-de-assange-e-me-joga-na-cadeia-seu-lindos-da-embratel/

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s