Marias Premium: cerveja e violência contra mulheres

por Cynthia Semíramis

A imagem acima [ampliada] estava nas paredes da UFC e foi fotografada pelo Miguel Stédile. Assemelha-se a um cardápio, mas nele estão os nomes de diversas mulheres, idade e circunstâncias da morte de cada uma delas. É uma forma interessante de mostrar que bebidas alcoólicas não são só uma forma de integração social, mas também são responsáveis por muita violência, especialmente contra mulheres. E a maioria dessas vítimas é silenciosa, pois a agressão ocorre no ambiente familiar, e na maioria das vezes só vem a público até que seja tarde demais. Há outra questão embutida no cartaz: precisamos dar mais visibilidade para as mulheres vítimas de violência. Elas são reais, sofrem feminicídio, e merecem ser lembradas. Mais ainda, é necessário criar indignação, gerando pressão para punir os agressores, já que eles raramente são punidos. Iniciativas como a do cartaz acima, e como as que a Sandra Azevêdo descreveu no Fazendo Gênero, são fundamentais para diminuirmos a violência contra mulheres. Este é um post que faz parte da campanha pelo fim da violência contra mulher. No twitter, acompanhe a hashtag #FimDaViolenciaContraMulher.

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Marias Premium: cerveja e violência contra mulheres

  1. Pingback: Você é o que você bebe? « "Se não posso dançar, não é minha revolução" Emma Goldman

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s