Crime organizado: tráfico de mulheres na Europa movimenta 2,5 bilhões de euros por ano

O relatório “Tráfico de Pessoas para a Europa para fins de Exploração Sexual”, divulgado dia 29 de junho, pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), revelou que, somente na Europa, existem atualmente cerca de 140 mil mulheres vítimas do tráfico humano relacionado ao mercado da exploração sexual. Por ano, avalia o documento, são feitas pelo menos 70 mil novas vítimas do crime organizado para exploração sexual. A ONU estima ainda que estas 140 mil mulheres vítimas de tráfico e exploração façam juntas cerca de 50 milhões de programas sexuais por ano, a um valor médio de 50 euros cada. No total, isso representa um lucro anual que atinge cerca de 2,5 bilhões euros, ou seja, o equivalente a R$ 5,5 bilhões.

Esses dados se referem só à Europa Ocidental e mostram que a maior parte das vítimas do tráfico vem dos Bálcãs (32%) e de países da antiga União Soviética (19%). A América do Sul aparece em terceiro lugar neste ranking, com 13%. Em seguida, vem a Europa Central (7%), a África (5%) e o Leste Asiático (3%). O estudo aponta a Espanha como o principal destino das vítimas, seguida por Portugal, Holanda e Alemanha. Entre as vítimas sul-americanas, brasileiras e paraguaias são destinadas, principalmente, para Espanha, Itália, Portugal, França, Holanda, Alemanha, Áustria e Suíça. A estimativa da ONU toma como base o número de 7.300 vítimas detectadas na Europa Ocidental em 2006. Segundo a entidade só 1 em cada 20 vítimas é detectada, o que leva ao número de 140 mil mulheres.
Fonte: RS Urgente

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s