Violência contra as mulheres ainda é alarmante, afirmam feministas

No Brasil, apesar de avanços com a Lei Maria da Penha, 15 em cada cem mulheres vivem ou já viveram situações de violência doméstica. A estimativa da Anistia Internacional e da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre a violência contra as mulheres ainda é alarmante. Uma em cada três já foi vítima de violência, que é a maior causa de morte entre mulheres de 16 a 44 anos. A integrante do movimento feminista Marcha Mundial das Mulheres, Lourdes Simões, explicou que o machismo é a causa das agressões sofridas.

Para ela, o problema é a sociedade patriarcal, que funciona fundamentalmente através de dois princípios.

“Um primeiro é de que as mulheres são propriedade dos homens, portanto elas têm que sempre estarem disponíveis pra eles. Uma segunda visão é de que, como elas são propriedade, essa sociedade então divide as mulheres em duas categorias, as boas e as más. Nesse contexto, a violência é usada como uma punição para aquelas mulheres que não se enquadram no papel de ‘boa mulher’.”

No Brasil, apesar de avanços com a Lei Maria da Penha, 15 em cada cem mulheres vivem ou já viveram situações de violência doméstica. Os maridos ou companheiros são apontados como agressores por 87% das vítimas.

Adriana Vieira, do Centro Feminista 8 de Março, também lembrou que além da violência doméstica, a mulher sofre outros tipos de agressões: a violência psicológica, o assédio e a mercantilização do corpo.

“Na TV, como ela acontece? Nas propagandas de cerveja, sabão em pó, produtos de limpeza e carro. Enfim, utilizam o nosso corpo como um chamariz. Nas músicas acontece isso também.”

Adriana lembrou que o corpo da mulher é o objeto principal nas letras de muitas músicas dos gêneros funk e forró. Segundo ela, as frases no imperativo, de ordens dos homens dadas para as mulheres, retratam bem a mercantilização do corpo feminino.

De São Paulo, da Radioagência NP, Desirèe Luíse.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s