Os capas pretas

https://i2.wp.com/1.bp.blogspot.com/_Ky4gBBn0qTs/S9vXV9EsoYI/AAAAAAAANj4/crRUgMjbtHw/s1600/Supremo2.jpg

Os capas pretas rasgaram a Constituição Federal, as declarações de direitos humanos das quais o Brasil é signatário e igualaram crime de tortura ao crime comum. Nosso Judiciário consegue ser pior que o da colonização no século XVI. Com o conhecimento acumulado sobre direitos humanos, com as experiências de países fronteiriços, chamá-lo de judiciário “conservador” é pouco.

Estamos lidando com uma elite de extrema-direita num poder que nem poderia ser chamado assim, pois justiça não é poder, é direito. Poderes são o Executivo e o Legislativo, cujos mandatos são eleitos pelo povo [noves fora todos os limites da democracia representativa].

Elite, porque quem alcança os principais cargos do Judiciário tem uma biografia muito diferente dos demais mortais que lutam muito: i) para concluir uma faculdade, ii) passar na prova da OAB, iii)trabalhar em escritórios, cujas cifras de atendimento fazem rir qualquer “superior” ou “supremo”, e iv) batalhar para ser aprovado em concurso público.

Por enquanto, amarguemos esse vexame!

Fonte Dialogico

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s